Bloggers In Rio | Number One | Por Glaucia Brasil

Hi Guys,
Domingo agora foi dia de reunir blogueiras e vocês sabem o que acontece né? Muito bate papo, muitas trocas de conhecimento, muita maquiagem, moda, estilo e muitos brindes rs.... É tudo MUITO! 

Conheci bloggers maravilhosas e revi as que eu amo #azamigas kkk 

Brincadeirinhas a parte! Foi um ótimo encontro. Pude aprender bastante com as meninas que responderam carinhosamente as perguntas sobre blog, curiosidades, todas as perguntas eram pra acrescentar. 

Adorei a consultoria de moda da minha amiga Leanda Lívia. Gostaria aqui de agradecer a Leads Care pelo seu carinho conosco! Agradecer por ter participado deste grande evento! E todas as marcas que participaram Mary kay, Embeleze, Oceane, Pixel Cabine entre outras que vocês irão ver em resenha.
  
Todos os produtos recebidos eu vou testar e resenhar pra vocês! 


Meu look
Blusa. Riachuelo
Jaqueta Riachuelo
Short-Saia. Riachelo
Bolsa.  Limão Doce
Salto. Vizanno
Batom. Marsala Tracta


 Esses biscoitinhos lindos e deliciosos são da Cozinhando sempre bela
 Top bloggers
Todas as fotos foram tiradas pela Mayara Vieira 

Agora como de costume, vamos assistir um vlog pra entender melhor como foi o evento?!
Produza-se
Beleza Compensa
Por Glaucia Brasil

Pin It
0 comentários

Maquiagem Usando Paletas Ruby Rose, Jasmyne e Vult | Por Glaucia Brasil


Hey Guys, tudo bem?
Como prometido la no último vídeo do YouTube, vim trazer pra vocês os produtos usados ​​nessa maquiagem linda! São maquiagens Bem baratinhas que as vezes você tem em casa mas não sabe o que Fazer com elas. Muitas vezes isso já aconteceu comigo, Eu tinha maquiagens mas não sabia como usa-las. Tentem reproduzir com a paleta que vocês tiverem, sem a necessidade de uma marca.


 Essa é a paleta vult (Diva 01) e eu usei a 2ª (Marrom chocolate) e a 3ª (Marrom com um Fundo avermelhado) cor.



Paleta 3D da Jasmyne usei a 2ª cor da esquerda direita, no cantinho interno dos olhos. É um champanhe lindo!


Delineei tanto a parte superior quanto a linha d'água dos olhos com esse lápis preto da natura. 


Também usei esse delineador em liquido da Avon por cima do lápis preto e para fixar a sombra usei esse corretivo da Avon (Beje Claro 01). 


 Passei o antepenúltimo blush (Pêssego, paleta Jasmyne).


Pra finalizar usei essa máscara de cílios de da Maybelline que da um volume incrível nos cílios.

Agora assista o vídeo abaixo e veja o tutorial de menos de 3 minutos!



Produza-se Beleza Compensa
Por Glaucia Brasil

Pin It
2 comentários

EXPATRIADOS NA PÁTRIA | Por João Oliveira

Olá pessoal tudo bom? Gostaria aqui de comunicar que entrará como colaborador do blog, um dos mais respeitados psicólogos do RJ, João Oliveira. Ele irá abordar temas relacionados a motivação!
O texto abaixo é de sua autoria. 

As postagens referente a motivação estarão aqui às terças-feiras.
Peço que entrem em contato caso tenham alguma pergunta ou dúvida. 
Agora fique a vontade.


EXPATRIADOS NA PÁTRIA



Por João Oliveira (Psicólogo CRP 05/32031)

                As mídias nos enchem de imagens de refugiados de todas as partes do mundo com sofrimento por não ter um local seguro para viver. São cenas que nos levam a uma reflexão sobre a realidade sangrenta de certos países e do desespero dessas pessoas que, muitas vezes, perdem a vida antes de conseguirem chegar ao local de destino seguro.

                Aqui, em terras brasileiras de um povo amigo e acolhedor, tal realidade nos choca ainda mais por ser algo absolutamente incompreensível para nós ver fronteiras se fechando e negando dar refúgio à massa de seres humanos em fuga.

                Será isso uma verdade absoluta?

                Quando no dia primeiro de maio de 1943 o então presidente Getúlio Vargas assinava o surgimento da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), depois de 13 anos de preparação por renomados juristas, ele tinha um ideal em mente para os habitantes desse país: trabalho para todos. Uma nação de trabalhadores inspirada na Carta Del Lavoro italiana.

                Hoje, mais de 70 anos depois desse evento, que ocorreu no Campo de São Januário na Cidade do Rio de Janeiro em um sábado de sol, a verdade de nossa era bate na porta como um marrete com a força de enorme população completamente fora do ambiente do trabalho e, portanto, além do acolhimento dos braços quase gentis da pátria mãe.

                Temos, como um reflexo disso, uma violência juvenil nas ruas como nunca antes havia ocorrido em nossas terras. Menores infratores, jovens sem emprego ou formação profissional, que se tornam bandidos violentos e matam trabalhadores de carteira assinada, muitas vezes a troco de quase nada. São eles os nossos refugiados isolados por fronteiras sociais fechadas e sem chance de acolhimento pelo estado?

                Nas calçadas encontramos pedintes. Muitos até acreditam que assim eles são por mera opção ou que isso é um estilo de vida resultante da falta de esforço ou vontade de estudar. Pensando assim se alivia uma parte da sociedade da responsabilidade sobre eles, pois transfere para o miserável a culpa pela própria sorte. Seriam esses então os expatriados que vivem em sua própria nação?

                Como pequenos trechos de textos retirados de um livro de realismo mágico, nosso dia a dia ferve a face com as rasteiras de uma cinegrafista húngara e nem move o pescoço para a mãe que explora seus filhos sedentos de leite na esquina, bem embaixo do sinal de trânsito. A universalidade pregada em 1988 com a nova constituição ficou “no mundo”, porque está grafada em papel, mas de fato apenas na imaginação do escriba, porque não ganhou as ruas nem as mentes éticas.

                Atirar pedras é fácil! Apontar as falhas e não apresentar soluções é o mesmo que criticar o outro apenas com difamatórias intenções. Não é verdade?

                Pode até ser. No entanto, a solução já está posta e não precisamos de uma nova apresentação: basta cumprirmos. De leis e normas regulamentadoras estamos cheios, são 922 artigos na CLT e 36 NRs que surgiram desde 1978 afim de corrigir o universo de cuidados com o trabalhador formal. Quatro ministérios voltados quase exclusivamente para a classe produtiva, enquanto quem está fora desse ambiente, por não ser produtivo e legalizado, permanecerá além da fronteira e do abrigo, que só existe de fato, para os reais cidadãos regularizados nesse pais.

                A educação das salas de aula sempre é o melhor caminho em todos níveis. Aos que não tiveram essa oportunidade, por um motivo ou outro, e hoje margeiam as avenidas dormindo sob viadutos, poderiam receber apenas o mesmo lugar de amparo que seria dado a um refugiado qualquer, que ao cruzar o oceano em busca de refúgio, viesse aportar em nossas areias. Verdade é que não há como se preocupar com sofrimento além-mar se o frio agride brasileiros em nossas calçadas nas grandes cidades.

                E se a desculpa para o retardo das ações é a crise que enfrentamos, então estamos perdidos para todo o sempre. Ainda ouço as palavras de meu pai na década de 60 preparando o pequeno Joãozinho (pouco mais de seis anos) para a crise que o Brasil enfrentava. Pode ser engando meu, mas até hoje não saímos dela, pois todos os anos, ainda sou alertado para agir com cautela, afinal, estamos em crise.


Prof. Drd. João Oliveira
·         Drd. Saúde Pública Universidad Americana – PY
·         Mestre em Cognição e Linguagem – UENF-RJ
·         Pós-Graduado em Hipnose Clínica, Hospitalar e Organizacional
·         Pós-Graduado em Psicologia Existencial Humanista
·         Pós-Graduado em Comunicação, Cultura e Linguagem
·         Pós-Graduando em Coaching Empresarial (MBA)
·         Psicólogo CRP 05/32031
·         Publicitário
·         Professor Universitário UNESA
·         Diretor de Cursos do ISEC
·         Coordenador de Pós-Graduação do Curso: Hipnose Múltiplas Abordagens ISEC/FAMESC
·         Coordenador do Curso de Formação em Análise Comportamental
·         Coordenador do Curso de Formação em Hipnose na Saúde Múltiplas Abordagens
·         Professor Conteudista UNESA
·         Colunista de RH da Revista Psique
·         Autor de vários livros
                

Pin It
0 comentários